PT
 
O contributo na área da saúde, traduz-se no apoio à execução de projectos que possam contribuir para uma maior qualidade do sistema de saúde moçambicano, quer seja através de formações dirigidas a técnicos especializados na área, quer seja no apetrechamento de serviços clínicos, ou ainda na oferta de instrumentos adequados ao diagnóstico e tratamento de variadas doenças.

 

HOSPITAL CENTRAL DE MAPUTO RECEBE MISSÃO PORTUGUESA DE ACÇÃO INTEGRADA NA ÁREA DA ONCOLOGIA


O Serviço de Oncologia do Hospital Central de Maputo vai receber entre os dias 15 e 18 de Março uma missão portuguesa de médicos no âmbito do protocolo de parceria assinado em Abril de 2014 entre a Fundação Calouste Gulbenkian, o Camões-Instituto de Cooperação e da Língua I.P., o Banco Millennium bim e a Fundação Millennium bcp.
 
A missão portuguesa liderada pelo Professor Queiroga, tem na sua agenda uma semana de trabalho com a equipa do serviço de Pneumologia do Hospital Central de Maputo.
 
O projecto, que está a ter um acompanhamento continuado, está já a contribuir para a melhoria dos cuidados integrados do serviço Oncológico no Hospital Central de Maputo, e tem vindo a desenvolver diversas acções de melhoria do rastreio, diagnóstico, tratamento e registo das doenças oncológicas, em estreita colaboração técnica e clinica com hospitais e institutos portugueses: IPATIMUP, Centro Hospitalar de São João do Porto, Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto, Hospital Pedro Hispano e Hospital Garcia da Orta.
 
O projecto abrange 7 serviços do Hospital Central de Maputo e tem tido intervenção nas áreas de Oncologia, Anatomia Patológica, Imagiologia, Radiologia, Unidade da Dor, Cirurgia, Farmácia e Patologia Clinica, tendo já atingido 60% dos resultados pretendidos, nomeadamente aquisição de equipamento especializado para o sistema de injeção de contraste e monitorização de sinais vitais para Ressonância Magnética e formação especializada em Moçambique através de 8 missões formativas e 32 formações especializadas de médicos, enfermeiros e técnicos moçambicanos em Portugal.
 
Até finais de 2016, prevê-se a realização das restantes missões de formação em Maputo e Portugal, a finalização da montagem do equipamento de apoio à Ressonância Magnética e a aquisição de 10 bombas infusoras para o serviço de oncologia, bem como o alargamento do âmbito de acção ao Hospital de Nampula.
 
O projecto enquadra-se nos objectivos e prioridades estabelecidos no Conceito Estratégico da Cooperação portuguesa para Moçambique 2014-2020, nomeadamente do seu Eixo “Desenvolvimento humano e bens públicos globais”, e está em linha com a Estratégia da particular dos serviços públicos, dos países em desenvolvimento, e com o quadro de referência estratégico das relações bilaterias entre os dois países.
 
A par deste projecto, o Millennium bim tem vindo a desenvolver um trabalho continuado com o Hospital Central de Maputo, onde tem desenvolvido diversas acções, contribuindo de forma activa e efectiva para a melhoria dos cuidados de saúde, uma das áreas de intrevenção do programa de responsabilidade social do Millennium bim, “Mais Moçambique pra Mim”, que pretende contribuir para o desenvolvimento económico, financeiro e social das comunidades.
 
Já está agendada a próxima missão do projecto, que irá decorrer na semana de 9 a 16 de Abril, onde estarão presentes 2 equipas de médicos no Hospital Central de Maputo - uma equipa do Hospital Garcia de Orta na Unidade de Dor e uma equipa do IPATIMUP no serviço de Anatomia Patológica.
 
Este projecto, está a ser de extrema importância para o Hospital Central de Maputo, proporcionando uma sinergia de conhecimento entre as equipas de missões que trabalham lado a lado, garantindo resultados positivos na recolha de dados para o tratamento e controlo de doenças, e consequentemente, resultando em melhorias significativas nos cuidados de saúde, beneficiando não só doentes, mas toda a comunidade e as gerações futuras.
 
 
 
Imagem Anterior Pausa Imagem Seguinte